LEGISLATIVO PARTICIPA DO DEZEMBRO VERMELHO
Duas salas da Câmara de Vereadores foram cedidas na terça-feira dia 17 de dezembro para a Secretaria da Saúde, Meio Ambiente e Assistência Social para realização de testes rápidos no mês internacional de luta contra a AIDS.
Enfermeiras e Técnicas em enfermagem realizam 4 tipos de exames. HIV, SÍFILIS, HEPATITE B E C. O teste é rápido com a coleta de sangue e o resultado sai na hora.
A Aids (abreviação de Acquired Immune Deficiency Syndrome) é o estágio mais avançado da doença que ataca o sistema imunológico, conhecida também por “Síndrome da Imunodeficiência Adquirida”, causada pelo HIV. Este vírus ataca as células de defesa do corpo humano, deixando o organismo mais vulnerável para doenças e infecções.
Apesar da evolução nas formas de tratamento e prevenção, a AIDS continua sendo uma preocupação para os brasileiros.
Por isso, o Governo Federal considerou o último mês do ano como Dezembro Vermelho, para conscientizar sobre o combate à Aids. Veja a seguir diversas informações sobre o contágio, exames e prevenção!

Formas de contágios
Como o HIV, vírus causador da Aids, está presente no sangue, sêmen, secreção vaginal e leite materno, a doença pode ser transmitida de várias formas:
Sexo sem camisinha por vias vaginal, anal ou oral;
De mãe infectada para o filho durante a gestação, o parto ou a amamentação;
Uso da mesma seringa ou agulha contaminada por mais de uma pessoa;
Transfusão de sangue contaminado com o HIV;
Instrumentos que furam ou cortam, não esterilizados.
Sintomas
Os primeiros sintomas da doença podem ser tão leves que frequentemente são confundidos com um mal-estar passageiro. Mesmo quando se manifestam com mais intensidade, podem ser interpretados como os sintomas de uma virose. Por isso é importante fazer o teste que permite a verificação da infecção. Os sintomas mais comuns são: febre constante, manchas na pele, calafrios, diarreia constante e perda de peso.
Formas de proteção
Evitar a doença não é difícil. Basta usar camisinha em todas as relações sexuais e não compartilhar seringa, agulha e outro objeto cortante com outras pessoas. O preservativo está disponível na rede pública de saúde.

A camisinha é o método mais eficaz para se prevenir contra muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a aids, alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Por isso, use camisinha sempre.
Porém, o preservativo não deve ser uma opção somente para quem não se infectou com o HIV. Além de evitar a transmissão de outras doenças, que podem prejudicar ainda mais o sistema imunológico, ele previne contra a reinfecção pelo vírus causador da aids, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.
DEZEMBRO VERMELHO, MÊS DE CONSCIE

NTIZAÇÃO E COMBATE A AIDS.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Símbolo RV Digital
Desenvolvido por:
Logomarca RV Digital